Notícias

EMEF Lourenço Filho prestigia comemoração do dia mundial do livro na EMEF Enéas Carvalho de Aguiar

Evento contou com a integração dos grupos da AEL, Slam e Imprensa Jovem

Publicado em: 30/05/2019 11h59 | Atualizado em: 30/11/2020

emeflourencoeeneas_740x430.jpg

Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem da EMEF Lourenço Filho

No dia, 23 de abril, os alunos a Academia Estudantil de Letras (AEL) Ilan Brenman da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Lourenço Filho, da Diretoria Regional Jaçanã Tremembé (DRE JT), prestigiaram as comemorações do Dia Mundial do Livro, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Enéas Carvalho de Aguiar com encenações, apresentações dos amigos literários e ainda participaram de uma oficina de slam junto ao grupo “Slam da Norte”.

A ação partiu de um convite da gestão escolar EMEF Enéas, em promover a integração entre os educandos e alunos protagonistas e despertar o interesse pela literatura de forma prazerosa e muitas vezes lúdica, um dos objetivos do projeto AEL.

Segundo a professora Talita, Professor Orientador da Sala de Leitura (POSL) da EMEF Enéas, a ideia surgiu após diversos debates entre os educadores para que os livros oferecidos pela Prefeitura Municipal de São Paulo, do programa “Minha biblioteca” fossem mais explorados e que pudessem ser bem aproveitados, não de forma impositiva e sim despertando o gosto e prazer pela leitura. Planejaram então uma ação que tornasse esse momento especial e nada melhor do que o “Dia Mundial do Livro – 23 de abril” para esse cenário. “Nesse contexto, pensamos em buscar atividades que dialogassem com a idade deles e as ideias foram surgindo.”, afirma a professora.

Nas três semanas anteriores a ação, os alunos puderam conhecer os títulos, separá-los por categoria e ainda confeccionaram marcadores de livros que foram oferecidos no dia.

Já na EMEF Lourenço Filho, durante o planejamento das ações para essa data, foram propostas discussões acerca da valorização do livro enquanto contribuição para o imaginário da população de todo o mundo e o direito a leitura como bem cultural essencial para a formação cidadã e desenvolvimento humano.

Na data em questão, ao chegarem ao Enéas, os alunos do Lourenço foram recebidos com muito carinho por professores e alguns alunos do 9ºano e apresentados ao espaço escolar, sendo conduzidos a uma ampla sala onde aconteceria a primeira apresentação.

As professoras POSLs Tatiana e Ana Paula, da EMEF Enéas, explicaram então para os alunos um pouco mais dos objetivos do projeto, bem como depoimentos acerca de suas experiências, reforçando o protagonismo, a reflexão e as atividades pedagógicas motivadoras, lúdicas e contagiantes. A coordenadora de estudos literários professora Newci Sanches, da EMEF Lourenço Filho, iniciou as apresentações falando um pouco sobre o projeto AEL, bem como a trajetória da escola nesse processo ao longo dos três anos anteriores a sua fundação. As apresentações foram feitas para os alunos dos 6º, 7º e 9° anos.

Foi a vez então do acadêmico João Pedro, aluno do 6º ano da EMEF Lourenço,
com seu amigo literário o patrono Ilan Brenman se apresentar, chamando os seus parceiros de academia: Gustavo, aluno do 5º ano, como Ziraldo, Alexandra, aluna do 6º ano, como Eva Furnari e Nycoli, aluna do 6º ano, como Eleanor H Potter.

Os alunos Maria Carolina, membro vitalício do projeto, Eduardo Gouvea, Levy e Gabriele Belasco, alunos do 9º ano, acadêmicos do ano letivo, apresentaram uma adaptação de um conto de Machado de Assis, “contos partidos de amor”.

Após a apresentação os alunos da AEL foram conduzidos pelos alunos do 9ºano da EMEF Enéas, para participarem de uma oficina de slam, oferecida pelo grupo Slam na Norte, convidados pela professora Talita para contribuir nesse momento tão especial acerca dos conceitos de literatura e poesia.

Nesse espaço, o grupo efetuou um bate papo com os educandos acerca do movimento slam, conceitos, objetivos, interesse por poesias, músicas e atividades culturais e ao final propuseram uma “batalha de slams”, onde os alunos foram convidados a compor poesias, apresenta-las ao público ali presente e posteriormente serem avaliados por um grupo de jurados (escolhidos inicialmente para a ação).

Ao término das atividades, os alunos da imprensa jovem das duas unidades trocaram informações e observações acerca do evento.

“Eu nunca vou me esquecer desses momentos, o AEL mudou a minha vida! Mesmo estudando em outra escola eu nunca vou deixar de participar.”, afirma a aluna Maria Carolina, membro vitalício da AEL Ilan Brenman.

“Que experiência maravilhosa! Protagonismo juvenil realmente acontecendo. Adoramos essa experiência. Precisamos marcar novos encontros, trocas de experiências e informações entre nossos alunos”, comentou a coordenadora pedagógica Edilva, da EMEF Enéas.

Podemos definir esse momento como uma experiência única e inigualável que com certeza ficarão guardados na memória e no coração de muitos.

Veja a galeria de fotos 


Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de duas crianças pequenas se alimentando em um ambiente escolar

Práticas da Educação Municipal são apresentadas na Semana da Primeira Infância

Publicado em: 05/08/2022 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Ptrf

Confira aqui os valores do PTRF recebidos pelas escolas municipais em 2021

Publicado em: 05/08/2022 5h37 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de estudantes participande de competição de xadrez

Conheça as escolas vencedoras da Final Municipal de Xadrez por Equipes

Publicado em: 04/08/2022 6h35 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de quatro estudantes em volta da mesa desmontando um computador portátil. Eles usam colete amarelo e estudam na Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Anne Sullivan .
Fotografia de uma quadra poliesportiva coberta, enfeitada com bandeirinhas coloridas. É noite e iluminação está ligada.

Prefeitura de SP entrega obra de cobertura de quadra poliesportiva em escola da rede municipal

Publicado em: 03/08/2022 10h54 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.259