Notícias

EMEF Carlos Augusto de Queiroz Rocha realiza Semana do Orgulho Nerd

A professora Chris Heri organizou a proposta visando combater o preconceito contra os nerds e incentivar a leitura

Publicado em: 28/05/2024 17h11 | Atualizado em: 28/05/2024
Nerd 1 Certo

Estudantes da EMEF Carlos Augusto de Queiroz Rocha fantasiados em volta da mesa com a professora Chris Heri na Semana do Orgulho Nerd.


Fantasiadas, as crianças se reuniram ao redor da mesa, com a professora ao centro, e gritaram “1, 2, 3, Harry Potter!” para a fotografia ser tirada. “Harry Potter? O que isso tem a ver com o aprendizado da escola?” alguns podem se perguntar. E Chris Heri, Professora Orientadora da Sala de Leitura (POSL) da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Carlos Augusto de Queiroz Rocha, responderia categoricamente: “Tem tudo a ver!”.

Entre os dias 20 e 24 de maio, a docente realizou a Semana do Orgulho Nerd e movimentou a escola.  A professora realiza o projeto há 7 anos, desde 2018. A cada ano, um universo da ficção é escolhido. Em 2023, por exemplo, o tema central foi sobre as Histórias em Quadrinhos. Já neste ano, o universo de Harry Potter foi selecionado para abordar assuntos em pauta na sociedade atual e ressignificar o conceito de ser nerd.

“A ideia dessa proposta é desconstruir a ideia de que ser nerd é ruim, de que os nerds são sempre excluídos. O meu objetivo é ensinar para as crianças que esses gostos são hobbies associados à cultura, à ficção científica e à fantasia”, afirmou Chris Heri.

Considerando que o intuito era mobilizar os estudantes do Ensino Fundamental – anos iniciais e anos finais – e também os professores, a proposta foi um sucesso! Enquanto os mais velhos foram com camisetas e acessórios, os mais novos também aproveitaram a oportunidade para se fantasiar.


Nerd 2 Certo

Estudantes do 4° ano da EMEF Carlos Augusto de Queiroz Rocha fantasiados de princesa, Wandinha e Bart Simpson, respectivamente.


O critério para os “figurinos” era bem abrangente: videogames, livros, animes, mangás, séries, doramas, animações e filmes. Valia de tudo! O importante é a luta contra o preconceito e a quebra desse estigma. Sobre isso, a estudante Bárbara Gomes, afirmou:

“Eu gostei muito da ideia da professora porque eu me acho uma nerd. Minha cachorrinha se chama Bela por causa da princesa, por exemplo. A gente tem vários universos, cada um gosta de uma coisa, então precisamos respeitar isso”, disse.

“Eu acho que quem chama os outros de nerd [no sentido pejorativo] deve ser muito infeliz, não tem nada a ver”, completou.

Para além da caracterização dos diversos personagens, a professora também aproveitou a aula para fazer uma introdução à história de Harry Potter. Tendo como música de fundo a trilha sonora da saga, Chris Heri, uma grande fã do bruxo, mostrou os itens de sua coleção pessoal e incentivou as crianças a começarem a ler.


Nerd 3 Certo

Estudantes da EMEF Carlos Augusto de Queiroz Rocha interessados nos itens da coleção pessoal de Harry Potter da professora Chris Heri.


No final da aula, o interesse foi tamanho que um estudante do 8° ano, que nunca leu a obra de JK Rolling, pegou um livro emprestado. Isso provou que conteúdos pertencentes à ficção também podem motivar as crianças a se tornarem leitoras mais assíduas.

Clique AQUI para acessar as imagens da Semana do Orgulho Nerd.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.460