Notícias

Crônica “Saudade da Escola” dos estudantes do Imprensa Jovem é apresentada em evento da ONU no Brasil

O evento debate a reabertura segura das escolas; educomunicadora da rede municipal fará palestra para compartilhar suas práticas

Publicado em: 07/07/2021 12h53 | Atualizado em: 08/07/2021

Imagem com fundo azul mostra estudante sorrindo, na lateral esquerda o texto: Seminário "Reabertura Segura das Escolas" com logomarca Nações Unidas Brasil.

A convite da UNESCO no Brasil, por conta de sua cooperação técnica com a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e da pioneira iniciativa Estudantes Mediadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o programa educacional Imprensa Jovem produziu um vídeo com a leitura de trecho da crônica “Saudade da Escola”, feita de forma colaborativa pelos estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Coronel Romão Gomes. Ele será exibido hoje no Seminário “Reabertura Segura das Escolas no Brasil”, organizado pelo Sistema ONU no Brasil.

O objetivo é promover as discussões sobre a reabertura segura das escolas no Brasil. “Essa produção colaborativa feita totalmente de forma virtual mostra de forma muito sincera a saudade da escola e os diferentes sentimentos vivenciados por estudantes durante o período de fechamento de escolas devido à pandemia da Covid-19”, afirma Rebeca Otero, Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil.

Assista abaixo o vídeo apresentado na ONU Brasil:

Esta crônica é resultado de um trabalho pedagógico colaborativo realizado com a supervisão da professora Ana Paula Faria, Professora Orientadora de Educação Digital e Educomunicadora do Imprensa Jovem desta escola, que também foi indicada pela UNESCO no Brasil a participar do evento como palestrante. Ela fará a sua fala no painel “Os caminhos para uma reabertura segura sustentável”, das 14h50 às 16h00.

Na ocasião, a professora vai compartilhar suas práticas pedagógicas inspiradoras e a importância da iniciativa Estudantes Mediadores dos ODS, desenvolvida pela SME-SP em parceria com a UNESCO no Brasil. “Uma honra receber esse convite da Unesco Brasil e como Professora Educomunicadora do Programa Imprensa Jovem ter a oportunidade de apresentar a produção colaborativa que resultou na crônica “Saudade da escola” e que foi um Projeto de muita importância na retomada da afetividade e acolhimento na relação com os alunos nesse momento de distanciamento social que foi imposto pela pandemia”, comenta Ana Paula. 

Veja a íntegra do vídeo feito pelos estudantes com a crônica “Saudade da Escola”:

A UNESCO no Brasil desde 2008 apoia diferentes iniciativas desenvolvidas pelo Núcleo de Educomunicação da SME-SP e, atualmente, as atividades do Imprensa Jovem são realizadas no contexto de implementação do Currículo da Cidade, primeiro no mundo a ter seus objetivos de aprendizagem alinhados aos ODS. Para Carlos Lima, Coordenador do Núcleo de Educomunicação, “O estudante tem voz e por isso estar atento sobre o que pensam sobre a realidade que vivem é o grande passo para pensar o retorno. O Imprensa Jovem promove as vozes dos estudantes e é uma política pública que está atenta e aberta a expressão criativa e comunicativa dos meninos e meninas das escolas”.

Participe do Seminário “Reabertura Segura das Escolas” clicando aqui.

Estudantes Mediadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Em 2020, durante o período de fechamento das escolas, a UNESCO no Brasil em parceria com o Núcleo de Educomunicação da SME-SP desenvolveu o projeto piloto Imprensa Jovem – Estudantes Mediadores dos ODS. Com o objetivo de atender as demandas emergentes com o fechamento de escolas no contexto de pandemia COVID-19, este projeto pioneiro consistiu formação online de dois meses para alunos do ensino fundamental e seus professores, a fim de motivá-los na realização de ações de educação em saúde, combate à desinformação em plataformas e redes sociais e também para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais nas crianças e adolescentes participantes.

“Os encontros virtuais chegaram a ter mais de 250 crianças, adolescentes e seus professores conectados em tempo real mesmo enquanto as escolas estavam fechadas. Essa iniciativa piloto foi muito exitosa, pois os estudantes trouxeram soluções inovadoras para os desafios enfrentados durante a pandemia e produziram materiais de muita qualidade como peças de combate à de desinformação, material voltado ao desenvolvimento de suas habilidades socioemocionais e parcerias comunitárias no contexto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), agindo realmente como agentes de transformação de suas comunidades”, complementa Rebeca Otero.

O curso “Estudantes Mediadores dos ODS”, implementado no segundo semestre de 2020, foi estruturado pela UNESCO no Brasil em parceria com a SME-SP em três temáticas:

Alfabetização Midiática e Informacional (AMI): Combate à desinformação e “fake news” e plataformas midiáticas.

Educação e Comunicação em Saúde e bem-estar: sensibilização pelos estudantes na comunidade.

Habilidades socioemocionais: afetos e acolhidas na escola, família e comunidade.

Ao final, os participantes apresentaram ideias de ações para a intervenção comunitária e foram certificados pela UNESCO no Brasil e SME-SP. 

O Seminário “Reabertura Segura das Escolas “

As agências da Organização das Nações Unidas no Brasil realizam hoje o Seminário “Reabertura Segura das Escolas”. Serão três painéis com especialistas nas áreas de saúde e educação das Nações Unidas, da sociedade civil, de sindicatos, da gestão pública municipal e do governo federal. O evento tem como objetivo discutir os impactos dos fechamentos das escolas, os desafios que o Brasil enfrenta para garantir uma reabertura segura e os caminhos para uma reabertura segura sustentável. 

Acesse aqui para mais informações sobre o evento.

 

Leia a Crônica “Saudade da Escola”:

Nunca imaginei que sentiria saudade das broncas da Professora e da bolacha redonda do recreio. Pois é. Meus sentimentos estão muito confusos.

Quando avisaram que as aulas seriam paralisadas e eu ficaria em casa, então pensei… “opa, férias antecipadas”!

Me enganei. A nova lição foi aprender a usar máscara, álcool gel e não sair de casa.

Eu entendi que isso era importante mas comecei a sentir algumas preocupações.

Como eu poderia correr dentro de casa??? É, porque aquela correria para o recreio, “geral se matando” para chegar ao pátio é emocionante!!!

E o barulho da escola, todo mundo conversando, trocando ideias? Comecei a sentir falta.

Daí avisaram que as aulas online começariam. Novidade pra gente, mas uns colegas fizeram vídeos, tutoriais, trocaram dicas no Whatsapp e conseguimos entrar.

Quando a Professora agendou uma aula no MEET então, foi só alegria…agora sim encontraria meus amigos novamente.

Ei, cadê o José? E a Marina? Hum…o Henrique também não veio. Caramba…da minha sala lotada só tem esse pouquinho de gente aqui na tela??? Que triste!

Cada amigo faz falta, sabe?

Os Professores lá da escola estão tristes também. Eles viviam reclamando que tinham muitos alunos, que a gente precisava fazer menos bagunça pra todo mundo aprender…mas agora postaram recadinhos, vídeos com depoimentos dizendo que sentem falta da gente.

Esse negócio de usar a tecnologia ajuda, mas eu prefiro um milhão de vezes ir para a escola, encontrar todos os amigos sem ficar faltando nenhum, ver os tios da limpeza, cozinha, secretaria…tô com saudade até de levar bronca dos tios que cuidam do Recreio: “Menino, pára de correr, não sabe andar, não? ”.

E o pior é que estão dizendo por aí que na volta precisaremos ficar afastados uns dos outros porque ainda não tem vacina!!!!!

E estou aqui muuuuito preocupado: será que a brincadeira de pega-pega será extinta?????

Bom, uma amiga escreveu uma frase no grupo esses dias que a gente achou muito bonita: “O importante durante a quarentena é mantermos a união mesmo estando distantes”.

Então a gente grava vídeo lendo poemas, manda foto com roupa de festa junina e tudo é publicado nas redes sociais da escola para dar um gostinho de união. Eu já ganhei até selo de Superfã da página da escola no Face!!!

Eu sei que essa quarentena é importante para proteger a saúde de todos, crianças e adultos.

Só que eu fico aqui torcendo para que tudo passe rápido. Porque vou confessar: ficar longe da escola não é bom não, viu? Não sei explicar direito, mas sinto saudade e isso dá um aperto no coração.

E agora segue um recado aos Professores: nós estamos cheios de saudades. Mas também, cheios de histórias pra contar e vontade de falar, falar, falar…e pra falar de máscara vocês sabem que a gente aumenta um pouquiiiiinho o volume, não é?

Então, preparem seus ouvidos. E também o coração.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210