Notícias

Comissões de Mediação de Conflitos da Rede Municipal de SP recebem formação do Instituto Vladimir Herzog

Atividades começam na segunda-feira (28), e inscrições ainda podem ser feitas

Publicado em: 23/03/2022 14h24 | Atualizado em: 03/03/2023

sobre um fundo roxo, laranja e cinza está o desenho de duas meninas e os dizeres Instituto Vladimir Herzog oferece formação para Comissões de Mediação de ConflitosIntegrantes das Comissões de Mediação de Conflitos da Rede Municipal de Educação podem se inscrever até esta sexta-feira (26) para a formação realizada pelo Instituto Vladimir Herzog, pelo Portal Respeitar é Preciso! As atividades começam na segunda-feira (28).

Conduzida pela equipe pedagógica do Respeitar é Preciso! e voltada para integrantes das Comissões de Mediação de Conflitos, a formação é um espaço para refletir sobre as práticas da escola em toda a sua complexidade. O conteúdo parte do entendimento de que o conflito faz parte das relações do cotidiano e de que, a partir dele, é possível construir uma nova cultura de diálogo, onde privilegia-se a autonomia e o respeito mútuo nas relações.

“Com essa forma de mediar, é possível construir espaços verdadeiramente democráticos nas Unidades Escolares. Por isso o trabalho das Comissões sugere se aprofundar sobre o que um conflito nos revela, a relação dos envolvidos e o que ele traz de informação sobre a comunidade escolar”, explica Crislei Custódio, coordenadora pedagógica da área de Educação em Direitos Humanos do Instituto Vladimir Herzog.

O percurso formativo se dá no ambiente virtual do projeto, onde um conjunto de atividades, aulas online e encontros síncronos visam tratar os conflitos de forma propositiva. Todos os subsídios colaboram para que cada cursista elabore o plano de ação para sua comunidade escolar, fazendo da mediação uma prática contínua e uma cultura permanente.

“Os cursos contribuíram de forma muito potente para minha formação pessoal e principalmente profissional. Nós, enquanto professores, gestores e educadores de escolas públicas temos a responsabilidade e o dever de levar o debate e as reflexões sobre Educação em Direitos Humanos para dentro das nossas Unidades Escolares, valorizando a diversidade e enriquecendo as possibilidades de trabalhar com todas as subjetividades que ali estão”, reforça Diego Leite Braga, professor da EMEF Emílio Ribas, da Diretoria Regional de Ensino (DRE) São Mateus, e que já passou pelas formações do Respeitar! em anos anteriores.

Uma das bases da formação é o Caderno Mediação de Conflitos, da Coleção Cadernos do Respeitar! (uma coletânea de sete volumes sobre temas relacionados aos valores da EDH no contexto do convívio escolar e de produção autoral do projeto), que traz orientações, subsídios e sugestões para implementar a cultura da Educação em Direitos Humanos nas escolas brasileiras (e está disponível para download no site do projeto).

Além do curso para as CMCs, a parceria entre IVH e SME prevê outras 4 formações sobre temas relacionados à educação em direitos humanos, somando mais de 3.740 horas de ações formativas ao longo dos próximos 24 meses e impactando mais de 6.000 educadores.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Uma professora senta em uma roda sorrindo com um grupo de bebês em uma sala de aula.

Resultados de provas objetivas para cargos de ATE e PEI são divulgados

Publicado em: 01/03/2024 4h56 - em Secretaria Municipal de Educação

foto de estudantes sentados em uma escada, vendo explicações sobre o combate à denque. Um adulto está fantasiado de mosquito

Saúde realiza Dia D contra a dengue nas escolas municipais nesta sexta (1º)

Publicado em: 01/03/2024 9h49 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra a visão aérea do CEMEI Professor Dalmo De Abreu Dallari.
Estante de livros.

SME divulga nome dos autores selecionados para Antologia de Contos e Antologia Poética 

Publicado em: 28/02/2024 1h32 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.428