Notícias

Atletas da Liga Nacional de Futebol Americano visitam projeto no CEU Paraisópolis

Os norte-americanos Brennan Scarlett e Ashlea Klam acompanharam uma aula de flag football; visita é estreia do programa ‘Embaixadores do Esporte´

Publicado em: 08/02/2024 14h00 | Atualizado em: 08/02/2024
Foto com todos que participaram do evento junto com os dois jogadores da NFL.

Os jogadores norte-americanos Brennan Scarlett e Ashlea Klam participaram de uma aula de flag football, esporte derivado do futebol americano, oferecido no CEU Paraisópolis, nesta quarta-feira (7). A visita integra o programa “Embaixadores do Esporte”, promovido pela Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) e a USA Football, para divulgar o futebol americano entre jovens fora dos Estados Unidos.

O Brasil, que sediará o primeiro jogo da temporada regular da NFL, e conta com mais de 30 milhões de fãs de futebol americano, foi o escolhido para estrear o projeto, que depois será replicado no mundo todo.

Os “embaixadores” são Brennan Scarlett, que jogou futebol americano na NFL por oito anos, e Ashlea Klam, que é integrante da seleção nacional de flag football.

Brennan é fundador da Scarlett Creative, agência de marketing esportivo, e da ONG Big Yard Foundation, para empoderar comunidades carentes por meio de educação, criatividade e acesso ao esporte.  Já Ashlea Klam, está no primeiro ano da Universidade Keiser, com bolsa recebida pelo seu bom desempenho no flag football.  Ela é a mais jovem atleta a fazer parte do Conselho de Diretores do USA Football.

Foto com os dois jogadores da NFL e duas crianças que participaram do evento.

Flag football no CEU

O CEU Paraisópolis oferece a modalidade esportiva para crianças de 8 a 12 anos, por meio da atividade de um professor voluntário.  Assim como no futebol americano, o objetivo no flag football é avançar com a bola pelo espaço adversário e alcançar a zona final para marcar pontos. As regras básicas do flag são similares às do futebol americano, mas em vez de derrubar o jogador com a bola ao chão, o defensor deve retirar uma fita e parar o ataque. Todos os jogadores usam um cinto, onde as duas flags (ou fitas) estão presas por um velcro.

O interesse pelo flag football, uma modalidade de futebol americano que estreará nas Olimpíadas de 2028, tem crescido no Brasil e times brasileiros têm se destacado nas competições internacionais.

Em 2021, a seleção brasileira ficou em 4º lugar no campeonato mundial feminino. No ano passado, a equipe Sorocaba Braves Academy, venceu o campeonato nacional sub-12 e embarcou esta semana para Orlando, a convite da NFL, para participar do campeonato Pro Bowl Games, com atletas de outros 11 países.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.457