Notícias

Arena Green receberá mais de 50 mil estudantes dos 8º anos da Rede Municipal em uma jornada com experiências interativas e sensoriais sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Uma realização da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação, projeto exclusivo ocorre até outubro no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, do Ibirapuera

Publicado em: 05/06/2024 16h52 | Atualizado em: 06/06/2024
Uma imagem com um planeta em formato de maquete mostrando o Brasil

Possibilitar o entendimento e a experimentação interativa, sensorial e emocional dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável a cerca de 50 mil estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino (RME) de São Paulo. Esta é a proposta da Arena Green – projeto inédito ocupando 815 m² em área do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera – que receberá estudantes e professores até outubro deste ano. A iniciativa é uma realização da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), em parceria com a Secretaria Estadual de Esportes.

Na Arena Green, os estudantes e educadores participarão de uma série de experiências que promoverão a imersão na cidadania planetária e propõem mudanças de atitude em relação à sustentabilidade. Esta jornada foi criada usando a metodologia proprietária do Green Nation, uma iniciativa do CIMA (Centro de Cultura, Informação e Meio Ambiente) que, desde 2012, já impactou mais de 1 milhão de pessoas, reunindo de maneira criativa educação, ciência, inovação, arte e cultura.

“O nosso compromisso é estimular práticas que transformem nossos estudantes em multiplicadores e agentes ativos de mudanças nos territórios. Com a jornada na Arena eles terão a oportunidade de uma imersão inovadora nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e nos conceitos do Currículo da Educação Ambiental, unindo tecnologia, inovação e conscientização. Um debate que começa em sala de aula e se estende em uma série de ações integradas”, destacou o Secretário Municipal de Educação, Fernando Padula.

“Nós acreditamos que a cidadania planetária é uma atitude. Por isso, usamos o design de experiências e a inovação pedagógica para promover o ser, o pensar, o viver, o sentir e o transformar. E fazemos isso usando muita criatividade, imaginação e inovação para entregar uma jornada em que os estudantes sejam os protagonistas e se emocionem de múltiplas maneiras”, explica Marcos Didonet, Diretor Geral do Green Nation.

Ele ressalta ainda a importância da parceria com a Prefeitura de São Paulo. “Essa metodologia vivenciada diretamente pelos mais de 50 mil estudantes da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo poderá impactá-los de maneira transformadora, fazendo com que possam agir positivamente dentro de suas casas, escolas e comunidades”.

Os professores de Ensino Fundamental e Médio que atuam com turmas de 8º anos participaram de uma formação sobre o Arena Green e tiveram a oportunidade de conhecer as experiências antes da visita dos alunos para articular com os conteúdos desenvolvidos em sala de aula e ampliar os debates. Os diretores das Unidades Educacionais podem agendar a visita de todas as turmas do 8º ano pelo site.

Currículo de Educação Ambiental 

O lançamento oficial da Arena Green aconteceu nesta quarta-feira (05) com a presença do prefeito Ricardo Nunes e do Secretário Municipal de Educação, Fernando Padula. Na ocasião também foi lançada a versão física do documento “Educação Ambiental: orientações pedagógicas”. Foram mais de 71 mil cópias encaminhadas para todas as unidades educacionais da Rede Municipal de Ensino (RME).

A elaboração do documento foi realizada com participação de diversos profissionais da educação, potencializando como os professores podem trabalhar a educação ambiental crítica em sala de aula, além de fortalecer as práticas já desenvolvidas.

Uma jornada por movimentos e emoções nos ambientes físico e digital

A metodologia inédita da Arena Green coloca os estudantes como protagonistas do processo de aprendizagem em cinco movimentos de ação: ser, pensar, viver, sentir e transformar. Estes movimentos estão acoplados a cinco emoções a serem despertadas: singularidade, autonomia, engajamento, protagonismo e pertencimento. E tudo isso se torna uma jornada de experiências com o uso de um conjunto múltiplo de recursos criativos.

Em cada experiência, o propósito é desenvolver algo inédito que movimente as crenças do cidadão planetário impactado (neste caso, o estudante), promovendo novas formas de aprender, ressignificar e transformar o mundo ao seu redor.

Na versão física da Arena Green, estão sete experiências em uma jornada de um pouco mais de uma hora, na qual audiovisual, games, cenografia, efeitos especiais e sons tridimensionais se misturam e se complementam para destacar que estamos em um planeta ecossistêmico e interdependente.

A Arena Green conta ainda com quatro experiências digitais para serem vivenciadas em sala de aula e assim incrementar a jornada dos estudantes antes e depois da visita pedagógica. Antes da visita, na sala de aula, os educadores poderão realizar um diálogo com estudantes e trabalhar com até duas experiências digitais de apresentação (um audioplay e um gameplay) para inspirar a ida da turma para a Arena.

Após a visita à Arena, de volta à sala de aula, os educadores realizarão um novo diálogo com os estudantes e terão outras duas experiências digitais (os beats de uma das experiências físicas para serem traduzidos em visões criativas dos estudantes e uma animação) para analisar o entendimento da turma sobre as temáticas trabalhadas.

EXPERIÊNCIAS FÍSICAS

Você é cidadão planetário

Um túnel imersivo e cenográfico, que traz um clima de mistério, conduz o público para uma sala escura e com ambientação de suspense. Um conjunto de telas e fios de led inicia a aventura audiovisual que estimula o conhecimento e a curiosidade. Ao final, a experiência traz uma mensagem sobre o que é ser cidadão planetário.

Vai e vem do planeta

A experiência simula impactos ambientais nocivos à vida e ao planeta em consequência das mudanças climáticas, tanto no aumento do calor, quanto no frio extremo. Ao adentrar a experiência, os visitantes vivenciam situações de queimadas, deslizamentos, tempestades, derretimento de geleiras e aumento do nível do mar.

Outras reflexões na superabundância

A experiência propõe refletir sobre as decisões de consumo da sociedade com o uso de cenografia e efeitos especiais e um espaço de arcade, com um jogo que mede as decisões de consumo dos participantes. A experiência promove a conscientização de que cada decisão é um exercício de cidadania planetária sobre o futuro do planeta.

Todas as vozes do mundo

Uma cenografia com bocas gigantes convida os estudantes para o palco central desta experiência. Com o uso de fones de ouvido, os visitantes vivenciam uma experiência em áudio tridimensional que mostra que a construção da paz só acontece quando os indivíduos estão verdadeiramente engajados em um processo único de mudança.

Todo mundo junto agora

A experiência de escapada (escape room) desafia os participantes a encontrar, em grupo e por meio de parceria, as respostas para questões relacionadas aos ODS. A experiência mostra que a prosperidade só será alcançada com a parceria entre as diversas pessoas e organizações.

Eu sou porque tu és

A experiência promove o encontro dos estudantes com um personagem que destaca o papel da inspiração, da criatividade, da colaboração, da curiosidade e da imaginação na consolidação das transformações que querem ver na sociedade. A experiência convida para que cada um assuma, a partir das suas habilidades, na perspectiva da coletividade, jeitos de ser e de sentir o mundo ao redor, o compromisso com o futuro do planeta.

Cidadania planetária em ação

Na experiência, os estudantes escolherão objetivos de aplicação da sua cidadania planetária dentro do ecossistema escolar e imaginarão potenciais ações a serem realizadas nos próximos meses. Para isso, reencontrarão o personagem da sala anterior e contarão com uma sala de trabalho criativa (mesas e cadeiras) e materiais desconstruídos (pranchas de papel, canetas coloridas, post it e etc) que serão usados ao longo do processo. 

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.460