Notícias

AEL comemora 15 anos e ganha edição especial da Revista Magistério

De 2005 a 2020, conheça o percurso da Academia Estudantil de Letras

Publicado em: 12/01/2021 11h46 | Atualizado em: 12/01/2021
Imagem da Revista Magistério especial AEL.

A Academia Estudantil de Letras (AEL) completou 15 anos em 2020 e para celebrar esta trajetória de sucesso que vem transformando a vida de tantos estudantes ao longo dos anos, a Revista Magistério lançou a edição especial, Nº11, sobre a AEL.

O sonho da Professora de Língua Portuguesa Maria Sueli Fonseca Gonçalves, a Suelizinha, formadora e Coordenadora do Projeto Academia Estudantil de Letras, se tornou realidade em 2005. A primeira Academia Estudantil de Letras (AEL) Padre Antônio Vieira foi fundada em 30 de maio de 2005, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre Antônio Vieira. Hoje, a cidade de São Paulo conta com 165 Academias Estudantis de Letras nas escolas da Rede Municipal de Ensino.

A publicação traz desde a história sobre o início da concretização deste sonho, passado por uma entrevista com o primeiro estudante que ocupou a Cadeira Nº1 do Padre Antônio Vieira, na EMEF de mesmo nome; conta como foi acontecendo a expansão do Projeto para as escolas municipais; aborda relatos de professores, acadêmicos e admiradores e traz ainda instrumento de apoio para as escolas que pretendem implantar uma Academia Estudantil de Letras.

Quer conhecer estas histórias e o trabalho realizado nas Academias Estudantis de Letras das escolas municipais da cidade de São Paulo? Confira a íntegra da Revista Magistério Nº11 edição especial AEL. 

O Projeto AEL é inspiração para escolas da grande São Paulo e do interior, também já foi implantado em outros Estados do país.

Afinal, o que acontece em uma Academia Estudantil e Letras?

A Academia Estudantil de Letras é uma autêntica Academia de Letras com adaptações para o público estudantil. A iniciativa é desenvolvida nas escolas da Rede Municipal de Ensino que se interessam em implantar o Projeto “Academia Estudantil de Letras – AEL”.

Nas atividades do projeto os estudantes/acadêmicos escolhem um autor da literatura para representar na Academia. Eles fazem pesquisas e realizam seminários sobre os autores escolhidos, compartilham o conhecimento, passam a perceber o ponto de vista do outro e desenvolvem a autonomia. Os encontros literários buscam privilegiar os aspectos lúdicos presentes na leitura.

As atividades de teatro, também desenvolvidas no projeto, procuram trazer outras formas de expressão para os gêneros literários trabalhados, permitindo que os estudantes expressem a literatura de forma adaptada pelas artes visuais, dança, música e artes cênicas.

Saiba mais sobre o Projeto AEL. 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de cinco estudantes com a camiseta laranja do Imprensa Jovem. Três estudantes estão sentados em bancos altos em frente a uma estante de livros e a menina que está no meio segura um microfone e um celular. Todos olham para o celular. Em primeiro plano, de costas para o ângulo da fotografia, um menino manuseia o tripé em que está a câmera e o celular, atrás de sua camiseta laranja está escrito em preto Imprensa Jovem. Em frente a ele, e também de costas para o ângulo da foto, há mais uma estudante.
Design Sem Nome (1)

DRE Guaianases promove reunião de organização

Publicado em: 22/02/2024 4h37 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Imagem dividida em 3 retângulos, cada um com imagens que fazem alusão à símbolos indígenas
Foto de um adulto, com camiseta do Fab Lab, escrevendo em uma lousa branca, crianças acompanhando , tanto em pé, ao lado da lousa, como sentados.

Rede Fab Lab Livre SP abre agenda de oficinas para estudantes e professores da Rede Municipal

Publicado em: 22/02/2024 11h30 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de uma Menina Pintando Com Tinta
1 2 3 1.426