Notícias

Academia Estudantil de Letras completará 15 anos em maio

Para celebrar esta trajetória a Revista Magistério fará edição dedicada ao tema; Imagens e depoimentos sobre ações da AEL podem ser enviados até 29 de fevereiro

Publicado em: 20/02/2020 10h32 | Atualizado em: 30/11/2020
Imagem com uma revista sobre um fundo cinza, na capa imagens da AEL e no centro o logo com a escrita "15 Anos" em volta.

O Projeto Academia Estudantil de Letras (AEL), da Secretaria Municipal de Educação (SME), completará 15 anos de existência no próximo dia 30 de maio. Para comemorar a data, a Revista Magistério, publicação da Coordenadoria Pedagógica (COPED) fará uma edição sobre o tema.

Estudantes que fizeram ou fazem parte do projeto, professores que atuaram ou atuam diretamente na sua coordenação, familiares dos acadêmicos, comunidade e escritores, dentre outros, podem enviar depoimentos, fotos e relatos que protagonizam ou protagonizaram esta ação contribuindo para a sua realização e o seu êxito ao longo dos anos. É importante que as fotos encaminhadas tenham autorização de uso de imagem.

As contribuições podem ser enviadas até 29 de fevereiro para o e-mail: academiaestudantildeletras@sme.prefeitura.sp.gov.br

A revista encontra-se em fase de elaboração e contará sobre o percurso histórico da Academia e suas conquistas. A AEL surgiu em 2005, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre Antônio Vieira, idealizada pela professora Maria Sueli Fonseca Gonçalves. Passados 15 anos, são 165 Academias Estudantis de Letras nas escolas municipais da cidade de São Paulo.

O Projeto AEL é uma autêntica Academia de Letras com as devidas adaptações para o público estudantil. A iniciativa é desenvolvida nas EMEFs, Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Médio (EMEFMs), Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) e Centros Integrados de Educação de Jovens e Adultos (CIEJAs).

Dentro da dinâmica do projeto, são os próprios acadêmicos que escolhem um autor da literatura para representar na Academia. Estudantes fazem pesquisas e realizam seminários sobre os seus amigos literários, compartilhando conhecimento. Os encontros literários buscam privilegiar os aspectos lúdicos presentes na leitura. Atividades de teatro, também desenvolvidas no projeto, procuram trazer outras formas de expressão para os gêneros literários trabalhados, permitindo que os estudantes expressem a literatura de forma adaptada pelas artes visuais, dança, música e artes cênicas.

Além dos encontros no projeto, os alunos participam de eventos culturais, solenidades de fundação de novas Academias, festas anuais de posse e mostras de criação artística.

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de duas crianças pequenas se alimentando em um ambiente escolar

Práticas da Educação Municipal são apresentadas na Semana da Primeira Infância

Publicado em: 05/08/2022 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Ptrf

Confira aqui os valores do PTRF recebidos pelas escolas municipais em 2021

Publicado em: 05/08/2022 5h37 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de estudantes participande de competição de xadrez

Conheça as escolas vencedoras da Final Municipal de Xadrez por Equipes

Publicado em: 04/08/2022 6h35 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de quatro estudantes em volta da mesa desmontando um computador portátil. Eles usam colete amarelo e estudam na Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Anne Sullivan .
Fotografia de uma quadra poliesportiva coberta, enfeitada com bandeirinhas coloridas. É noite e iluminação está ligada.

Prefeitura de SP entrega obra de cobertura de quadra poliesportiva em escola da rede municipal

Publicado em: 03/08/2022 10h54 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.259