Notícias

Academia de Letras dos Professores ganha mais 200 membros

Cerimônia ocorreu na sede da Academia Paulista de Letras, no último sábado, 21 de outubro

Publicado em: 16/11/2017 14h12 | Atualizado em: 30/11/2020

AEL_200_membros_740_x_430.jpg

Cerca de 200 professores da Rede Municipal de Ensino tornaram-se, oficialmente, membros da Academia de Letras dos Professores (ALP) da cidade de São Paulo. A cerimônia ocorreu na sede da Academia Paulista de Letras no último sábado, 21 de outubro.

O evento aconteceu dentro da Semana de Arte Moderna do projeto Academia Estudantil de Letras (AEL) e marcou o último dia do curso Viver Literatura 2017, realizado entre os meses de abril e outubro deste ano.

Com duração de seis encontros, o curso tem a intenção de ampliar o universo cultural dos professores, promover o protagonismo acadêmico e contribuir para a expansão das Academias Estudantis de Letras na Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Em cada encontro, estudantes e professores abordam parte da vida e da obra de grandes escritores. Ao final do curso, os educadores podem integrar a Academia de Letras dos Professores.

A Academia de Letras dos Professores da Cidade de São Paulo foi fundada no dia 22 de outubro de 2016 com a posse de 152 professores da RME, em 87 cadeiras que representam escritores de trajetória e obra reconhecida. Com mais esse evento de posse, a ALP passa a ser composta por 354 professores acadêmicos, em 142 cadeiras literárias.

Presenças ilustres – Na ocasião, dois escritores que tiveram seus nomes inseridos como patronos e se tornaram “imortais” ao receber uma cadeira na Academia de Letras dos Professores estiveram presentes. São eles a escritora Maria Edméa Augusto, homenageada pela sua sobrinha e nova acadêmica, Sueli Maria Euclides, e o escritor Luiz Carlos Ladeia, homenageado por Elen de Lucas Rodrigues, que tornou-se acadêmica no evento.

Protagonismo – Estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Presidente Prudente de Moraes, que integram a AEL Maurício de Sousa, fizeram apresentação do “Poesia ao Pé do Ouvido”, um sarau com poesias de diversos escritores brasileiros, além da encenação de um fragmento da peça do escritor pernambucano João Cabral de Melo Neto, “Morte e Vida Severina”, sob a direção da Professora Kelly Baldan e coordenação das professoras Eliana Dolce Guerreiro e Nadja de Oliveira. A AEL Maurício de Souza foi a primeira a ser fundada na Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, em 2013. Hoje, possui 90 alunos acadêmicos é coordenada pelas professoras Margarete de Almeida Fonseca Bispo e Cristiane de Jesus.

Participação de Escritores – Como convidados solenes e parabenizando os novos professores acadêmicos estavam presentes Maria Lúcia Lòpez, poeta, patrona da Academia de Letras dos Professores da Cidade de São Paulo e membro da Academia de Letras de Campos de Jordão, Josué Araújo, escritor e cordelista, Mírian Warttush, poeta e compositora, e Alex Trajano, Professor e Comendador do Mérito Cívico e Cultural pela Sociedade Brasileira de Heráldica e Humanística do Município de Mauá. Representando o escritor Nelson Albissu, que é patrono da Academia Estudantil de Letras do município de Poá e faleceu em 2016, estavam Mara Albissu e Tânia Albissu, também escritoras e primas do escritor.

Mesa de condecoração – para a entrega dos certificados e medalhas aos professores que finalizaram o curso estavam as Coordenadoras da AEL nas Diretorias Regionais de Educação, Thalita Garcia (Penha), Nelsi Maria de Jesus (Ipiranga), Rita de Cassia Menegon (Campo Limpo), Lucia Ramalho Nunes Munis (Itaquera) e Edileusa Andrade de Carvalho (Pirituba).

Confira a galeria de fotos.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.200