Notícias

13° Mostra Cultural da Cooperifa é realizada em escolas municipais da zona sul

Evento que ocorre até o dia 13 de novembro reúne peças de teatro, espetáculos de dança, show e debates com temáticas antirracistas

Publicado em: 07/11/2022 18h52 | Atualizado em: 07/11/2022
Um grupo de crianças, todas sentadas em tatames no chão, observam uma apresentação de uma mulher com vestes indígenas e folhas no chão.
Contação de História “Tukano Roendo Pindó” na EMEI Clarice Lispector. Foto: Ricardo Vaz

A 13° Mostra Cultural da Cooperifa ocorre nesta semana, entre os dias 5 e 13 de novembro, nas escolas municipais da Diretoria Regional de Educação (DRE) Campo Limpo. O evento busca promover a educação antirracista com foco na periferia de São Paulo. 

As atividades consistem em peças de teatro, espetáculos de dança, shows, debates e rodas de conversa. A mostra irá acontecer nos equipamentos de cultura da região e nas EMEFs Mauro Faccio Gonçalves Zacaria, Oliveira Viana, Anna Silveira Pedreira, Fagundes Varella, Sócrates Brasileiro Sampaio, EMEI Clarice Lispector, Cieja Campo Limpo, CEU Campo Limpo e CEU Casa Blanca.

Confira as atividades detalhadas aqui. 

Curso com foco no combate ao racismo

A SME, por meio de uma parceria DRE Campo Limpo com a Cooperifa, elaborou o curso “Territorialidade e Literatura na Promoção da Educação Antirracista”, que busca promover a educação antirracista e aperfeiçoamento de questõesl iterárias por meio da bibliodiversidade. A formação ocorre também entre os dias 5 e 13 de novembro.

O combate ao racismo é um ponto fundamental na formação curricular de todas as escolas da rede municipal de ensino. O Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais (NEER) garante uma educação antirracista na valorização da diversidade, em ações formativas e materiais curriculares. 

Elaine Lacerda, que é formadora da Divisão Pedagógica da DRE Campo Limpo e parte do Núcleo de Educação Étnico Racial (NEER), destaca a importância do curso para os professores da rede. “O curso é de extrema importância, porque a bibliodiversidade restaura e aproxima as pessoas das questões sociais, trazendo uma reflexão sobre o racismo e a vulnerabilidade social”, aponta.

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de estudantes correndo em aralimpíada

Estudantes da Rede Municipal são destaque nas Paralímpiadas Escolares 2022

Publicado em: 05/12/2022 12h06 - em Secretaria Municipal de Educação

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

Publicado em: 02/12/2022 1h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto ilustrativa de estágio

Prática de estágio em escola municipal é reconhecida pela Prefeitura de São Paulo

Publicado em: 02/12/2022 12h18 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

Educador Em Destaque

SME homenageia e premia professores da Rede Municipal no Educador em Destaque 2022

Publicado em: 01/12/2022 4h25 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.301