Projeto de recuperação e ampliação de atendimento presencial

Plano Pedagógico para o segundo semestre de 2021

Projeto de recuperação e ampliação do número de estudantes atendidos no segundo semestre do ano letivo de 2021.

O trabalho será implementado em várias frentes com o objetivo de oferecer condições e oportunidades para todos os estudantes da rede municipal solucionarem déficits educacionais ocasionados ou agravados por conta do período pandemia.

A partir do dia 2 de agosto, o limite de atendimento das escolas não estará mais restrito a 35% das matrículas, e sim à capacidade física das unidades, desde que se mantenha o distanciamento de um metro entre um aluno e outro, de acordo com as regras anunciadas pelo Governo do Estado de SP. Também todos os estudantes terão acesso às atividades de recuperação, sendo que os que apresentam mais defasagem na aprendizagem em relação à ano/ série em que estão matriculados, vão participar da recuperação paralela no contraturno escolar.

Foto de menina com máscara, desenhando no caderno

Atendimento aos Estudantes

  • Ampliação do limite de atendimento presencial:
    • As unidades atenderão todos os estudantes em sistema de rodízio, de acordo com a capacidade física, desde que se mantenha o distanciamento, de acordo com as regras anunciadas pelo Governo do Estado de SP.
    • Estudantes com comorbidades permanecem em casa;
    • Estudantes da EJA retornam ao ensino presencial;
    • A totalidade de estudantes matriculados nas unidades de EMEI e EMEF/M deverá ser atendida na modalidade presencial em sistema de revezamento semanal de, no máximo, dois grupos.

Protocolos Sanitários

  • Todos os protocolos de prevenção e orientações das autoridades de Saúde permanecerão com a ampliação do atendimento presencial.
  • Por conta do novo modelo de atendimento presencial, durante o período de pandemia, as EMEIs terão suas jornadas reduzidas em meia hora, para organização e limpeza, na entrada ou saída do turno.

foto de uma adolescente, usando máscara, escrevendo no caderno

Para avaliar o aprendizado dos estudantes, e tomar decisões acerca da recuperação, a SME utilizou os resultados da Prova São Paulo de 2019 e da Avaliação Diagnóstica de 2020:

  • Os dados apontam que os estudantes classificados no índice de proficiência abaixo do básico permaneceram nesta faixa;
  • Parte dos que estavam classificados como básico caíram de proficiência;
  • Alunos no nível avançado e adequado permaneceram, em sua maioria, na mesma escala de proficiência.

Serão ofertadas condições e oportunidades para todos os estudantes consolidarem suas aprendizagens, atuando nas dificuldades que foram ocasionadas ou agravadas por conta do período pandemia.

foto de menino, usando máscara, desenhando em um papelPara manter os estudantes na rede e garantir o aprendizado, a Secretaria Municipal da Educação realiza busca ativa escolar dentro da rotina pedagógica das unidades.

  • Através do Núcleo de Apoio e Acompanhamento para a Aprendizagem (NAAPA), a SME desenvolve ações que visam contemplar os estudantes da Rede Municipal, além de crianças em vulnerabilidade educacional.
  • Para garantir os direitos de aprendizagem as Unidades têm desenvolvido estratégias para identificar bebês, crianças, jovens e adultos que apresentam condicionantes de risco à evasão.
  • As unidades ficarão incumbidas de compor/aprimorar planos de ação e monitorar as frequências dos estudantes classificados como vulneráveis e garantir atendimento pedagógico necessário.
  • O retorno dos estudantes às atividades presenciais será facultativo, a critério dos pais ou responsáveis.
  • Nos casos dos alunos que não puderem frequentar aulas no formato presencial, as famílias terão de assinar um termo de responsabilidade para a realização das atividades organizadas pelos professores.

foto de menino, com máscara, escrevendo em um cadernoAulas presenciais, remotas, síncronas e assíncronas

  • Início em 2 de agosto
  • Os trabalhos de recuperação serão viabilizados por meio de:
    • Atividades estruturadas no contraturno para todos os estudantes.
    • Apoio pedagógico com professor especializado para os que apresentam dificuldades de aprendizagem específicas.
    • Projetos de recuperação de Língua Portuguesa e Matemática.
  • A Coordenadoria Pedagógica gravou mais de 600 vídeos orientadores e de formação para os profissionais e estudantes da rede, que comporão as trilhas de atividades do conturno.
  • A SME providenciou a distribuição de mais de 1,5 milhão de materiais “Trilhas de Aprendizagens”, elaborados pelos docentes da rede com base no currículo da Cidade.
  • Os professores poderão utilizar plataformas digitais indicadas pela SME, entre elas, a Khan Academy, para as atividades assíncronas.
  • Para garantir o acesso às atividades remotas, SME já entregou mais de 200 mil tablets para os alunos da Rede Municipal e destinou 15 mil notebooks para os professores.
  • Utilização de Sala de Recursos Muntifuncionais será retomada no contraturno com atendimento síncrono e assíncrono àqueles com comorbidades.
  • Com estudantes em grupo de risco ainda com atendimento remoto, em razão da pandemia, a utilização das Salas de Recursos Multifuncionais será retomada no contraturno com atendimento síncrono e assíncrono.

EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Acolhimento de todos os bebês e as crianças matriculados.
  • Atividades que fortaleçam os vínculos que estão sendo construídos, além de garantir situações de aprendizagem de acordo com o Currículo da Cidade

ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO / EJA

  • Foco em crianças em fase de alfabetização.
  • Estudantes matriculados a partir do 3º ano do ensino fundamental que não atingiram os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento propostos para cada ano do ciclo no Currículo da Cidade, vão participar do Apoio Pedagógico, realizado no contraturno escolar.
  • Estudantes participarão de projetos de alfabetização e recuperação em Língua Portuguesa e Matemática.
  • Realização de ações de recuperação contínua em todos os componentes curriculares com carga horária mínima de duas horas-aula  diária para o estudante, por meio de atividades assíncronas – “lição de casa”.

Vídeos

Exemplos de EMEFs que implementaram as aulas síncronas, que poderão mostrar na prática como é possível engajar estudantes no ensino, mesmo fora da sala de aula presencial.

Orientações gerais sobre o planejamento para o segundo semestre de 2021

Perguntas e Respostas