• Ir para Facebook da Secretaria Muncipal de Educação de São Paulo
  • Ir para Instagram da Secretaria Muncipal de Educação de São Paulo
  • Ir para YouTube da Secretaria Muncipal de Educação de São Paulo

Notícias

Estudantes da EMEF Hipólito José da Costa ganham prêmios do ITA

O desafio AEA de Manufatura Avançada resulta em prêmios para escola da rede municipal

Publicado em: 12/05/2021 14h21 | Atualizado em: 12/05/2021

Prêmio HipólitoNo dia 05 de maio, estudantes da EMEF Hipólito José da Costa, da Diretoria Regional de Educação Jaçanã/Tremembé, compareceram à unidade para receber um prêmio do Desafio AEA de Manufatura Avançada, promovido pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). A escola recebeu dois notebooks e webcams com softwares de programação open source instalados e prontos para uso e dois kits Arduíno para iniciantes.

O prêmio é resultado de uma competição realizada no ano passado, que visa difundir a cultura de empreendedorismo e inovação na comunidade estudantil de escolas públicas. Esse desafio busca estimular o espírito empreendedor dos alunos e explorar suas habilidades de criar, desenvolver e gerir soluções criativas e inovadoras. Os projetos são realizados em equipe, aliando o conhecimento teórico ao prático para os desafios propostos. Em sua primeira edição, foram avaliadas soluções de problemas reais que poderiam envolver a IoT (Internet of Things – Internet das Coisas) ou a IA (Inteligência Artificial).

As equipes foram divididas entre Ensino Fundamental e Ensino Médio, sendo que o 1º e 2º lugar do Ensino Fundamental ficaram com dois times da EMEF Hipólito, a Study Help e a Quebrada Fontacity, respectivamente.

O projeto desenvolvido pela Study Help surgiu por meio da identificação de um problema: os estudantes muitas vezes procuram conteúdos online para estudar e ou não encontram, ou não sabem por onde começar, ou só encontram conteúdos para o ensino médio e ENEM. A proposta da equipe foi criar um Aplicativo de estudos focado na educação, desde o 1º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio, com conteúdos como mapas mentais, vídeo aulas, resumos e quizzes, para que os estudantes possam acessar e estudar com mais facilidade. A equipe também pensou em conteúdos adaptados para as pessoas com deficiência e para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos.

O coordenador do projeto foi o professor Vander Alexandre, de geografia. Para ele, a maior dificuldade ao longo do desenvolvimento foram as reuniões: “Por conta da pandemia, os encontros só poderiam ser realizados de forma online, tendo que conciliar as agendas de todos os integrantes, o que nem sempre acontecia de fato. Tínhamos também a questão dos equipamentos, que nem todos tinham acesso, desde computadores, celulares, internet ou até mesmo sinal de telefone móvel em casa.  Porém, fomos adaptando aos poucos e apesar das dificuldades, o desejo e a vontade de participar das fases do desafio superaram esses problemas”.

Para a estudante Emily Fernandes de Castro, do 9º ano, que participou da Study Help, a melhor parte do processo foi aprender que para empreender, “você só precisa de uma ideia e dá coragem de colocá-la no papel”.

Já o projeto da Quebrada Fontacity tinha como objetivo auxiliar em um problema do bairro em que a escola fica localizada, o Jardim Fontalis. Os alunos, moradores do bairro, sabem que o local tem difícil acesso e enfrentam muitos problemas por isso. Empresas se recusam a fazer entregas por lá, e o desemprego assola a região. Pensando nisso, eles desenvolveram um aplicativo e um site que integra o bairro, para aquecer a economia local. Um prestador de serviços, por exemplo, pode colocar seu trabalho à disposição. A ideia é que as pessoas encontrem tudo o que precisam dentro do próprio bairro.

A estudante Eduarda Gonçalves Amaral, agora do 1º ano, fez parte desse projeto e conta: “Eu aprendi a trabalhar em grupo, a me aventurar, a não ter medo de novas oportunidades e desafios, e saber que eu sou capaz de fazer muitas coisas”.

Segundo o professor de história e coordenador do Quebrada Fontacity, Luciano Felipe, projetos como esse apresentam aos alunos novas possibilidades pra que explorem sua criatividade, e promovem valores como respeito, senso colaborativo e socialização. Dessa maneira, eles reconhecem seu próprio potencial.

 Para saber mais:

Acesse aqui o site do Study Help

Acesse aqui o aplicativo do Study Help

Acesse aqui o site do Quebrada Fontacity

Acesse aqui o aplicativo do Quebrada Fontacity

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Atribuição Periódica – DRE Jaçanã Tremembé

Venha participar da atribuição periódica e complementar a sua jornada

Publicado em: 16/07/2021 3h45 - em DRE Jaçanã Tremembé

Estudantes da EMEF Hipólito José da Costa ganham prêmios do ITA

O desafio AEA de Manufatura Avançada resulta em prêmios para escola da rede municipal

Publicado em: 12/05/2021 2h21 - em DRE Jaçanã Tremembé

Educação Municipal disponibiliza página exclusiva com informações sobre o novo uniforme escolar

O portal de uniformes apresenta conteúdos de maneira clara e objetiva para orientar estudantes e famílias na aquisição do novo kit

Publicado em: 26/01/2021 7h13 - em DRE Jaçanã Tremembé

Diretoria Regional de Educação Jaçanã Tremembé cria meio de comunicação para tirar dúvidas sobre matrículas e transferências

Atendimento está sendo realizado de segunda a sexta, das 9h às 18h, pelo WhatsApp

Publicado em: 26/01/2021 4h02 - em DRE Jaçanã Tremembé

Retorno às aulas presenciais

Início de fevereiro será marcado pelo retorno das atividades

Publicado em: 26/01/2021 3h59 - em DRE Jaçanã Tremembé

1 2